Atuando há oito anos no mercado nordestino, a Brascon Gestão Ambiental, é uma empresa especializada em coleta, transporte, tratamento e destinação de resíduos do serviço de saúde, vem em constante crescimento. Em 2017 com o aporte de investimentos no montante de R$10 MI, a Brascon moderniza sua planta localizada em Pombos/PE, com a aquisição de novos equipamentos especiais, incluindo uma nova autoclave, equipamento utilizado para esterilizar os resíduos recolhidos, além de novos caminhões de diversos portes que são utilizados em todo o estado para a coleta desde clientes públicos, tais como a prefeitura do Recife, consultórios particulares de médicos, dentistas e veterinários, e grandes hospitais privados como o Santa Joana e o IMIP em Recife e Unimed em Caruaru.

Os investimentos incluem a entrada em mais três estados do Nordeste, ainda em 2017.  Neste mês de outubro, inaugura uma nova unidade em Pernambuco, localizada em Serra Talhada, a 415 km do Recife, que ficará responsável pelo atendimento de todo o Sertão e parte do Agreste do estado, onde foi instalado um incinerador, equipamento utilizado para o tratamento de resíduos químicos e hospitalares, tornando o processo de gestão de resíduos ainda mais completo. “Com estes investimentos estamos dobrando nossa capacidade de tratamento de resíduos, chegando a 2.000 toneladas/mês, que equivale ao potencial de resíduos gerados em 6 estados do Nordeste e gerando cerca de 100 novos empregos diretos até o momento”, comenta o diretor executivo do Brascon, Miguel Henrique Gastão de Oliveira.

O investimento é justificado pela alta na demanda do segmento de saúde e busca pela excelência na prestação dos serviços aos clientes atuais e prospecção de oportunidades no mercado. “Mesmo em um período de crise econômica, como o vivido recentemente no Brasil, o mercado de hospitais, clínicas médicas, principalmente as populares e as de medicina diagnóstica, além da indústria farmacêutica mantiveram seus patamares de crescimento, incluindo movimentações como fusões e aquisições. Informações do mercado mostram que o segmento de clínicas populares, por exemplo, obteve crescimento de 17% no faturamento do primeiro trimestre de 2017”, ressalta Miguel.

A legislação brasileira determina que resíduos hospitalares ou provenientes de serviços de saúde, como dentistas ou veterinários, precisam de cuidados especiais, devido aos altos níveis de proliferação de doenças e de contaminação, sendo nocivos, inclusive, à natureza e às pessoas. A administração correta do seu destino é indispensável. “É para atender este mercado crescente que a Brascon se moderniza e amplia a sua atuação. Estamos estudando novos mercados no Nordeste e participação em outros negócios”, finalizada Miguel.